Mitologia Grega – A Origem

  

Vamos de Mitologia grega?

Para começarmos aqui a nossa jornada, nada melhor do que com uma das mais belas histórias mitológicas de os todos tempos: A MITOLOGIA GREGA. Neste post vou contar um pouco sobre a origem obscura do universo e sobre alguns personagens primordiais que primeiro surgiram e suas características. Antes de começarmos, eu quero dizer que eu, particularmente, acho muito interessante esta mitologia. Aquelas curiosas forças que governam a natureza, o mundo e o universo; os mistérios mitológicos, os personagens e as peripécias de suas vidas que se assemelhavam bastante a vida dos homens e a origem de tudo são extremamente fascinantes. Tem muita coisa que desperta a curiosidade da gente nesta mitologia, uma verdadeira infinidade de histórias épicas e assuntos de outro mundo… LITERALMENTE! Enfim, chega de papo, começaremos aqui com chave de ouro o nosso primeiro post oficial. Vamos de Mitologia Grega?

Introdução

Há muito tempo atrás, cerca de três mil anos, os gregos viviam rodeados de crenças fantásticas que retratavam o mundo no qual viviam. Crenças essas que explicavam fatos que regiam as forças do universo e revelavam os mistérios de suas vidas. Naquela época, antes mesmo da filosofia ganhar seu espaço, não haviam, ainda sequer, explicações científicas acerca dos fenomenos do mundo e suas causas e os povos gregos acabavam se aliando a essas crenças, preservando o conhecimento mitológico e repassando-o para as novas gerações. Dessa forma, para estes mesmos povos antigos da Grécia, o que são para nós apenas contos e histórias com um grande teor de fantasia, eram para eles verdadeiras explicações sobre qualquer coisa e todos seguiam os ensinamentos que aprendiam e levavam para toda a vida, sem questionamento ou negação. Essa cultura mitológica era repassada para os outros através da literatura (ilíada e Odisseia) e, principalmente, atráves da oralidade.
Nos dias de hoje, muitas dessas histórias e lendas permanecem vivas, sendo algumas com várias versões e servindo principalmente de importantes fontes de informações históricas sobre o berço da cultura que viria a influenciar o ocidente. São histórias extraordinárias que despertam a curiosidade de nós sobre uma cultura do passado que influenciaria grande parte da humanidade no decorrer de sua história.

O início do Mito

No início, apenas o caos. O vazio reinava e não havia luz e nem vida, era um verdadeiro vazio no meio do nada. De repente, do caos nascem as sementes formadoras das coisas e do universo, então eis que surge Gaia (a Terra) e outros seres primordiais: o Tártaro (as trevas abissas ou o inferno), Eros (o amor), Nix (a noite) e Érebo (a escuridão).
Érebo se junta com Nix, desposando-a, e assim, dão os dois origem a Éter (A luz) e Hemera (O dia).

 

Cronos a decapitar os órgãos genitais de Urano
Gaia gerou sozinha Urano (o céu) e começa a modelar a Terra. Com Urano, ela conseguiu o equilíbrio e teve com ele seus seis filhos e suas seis filhas titãs. Como Urano fazia seguidos filhos em Gaia, e que ele nunca se afastava dela, seus descendentes, entre eles os doze titãs, permaneciam presos no ventre da mãe. Insatisfeita com isso, Gaia incentivou um de seus filhos, o jovem titã chamado Cronos a decapitar os órgãos genitais de Urano, fazendo com que este se separasse dela e os outros filhos pudessem sair do ventre da mãe.

Cronos assim fez e então nasceram os outros titãs, que representavam, cada um, uma força diferente da natureza; e os Ciclopes, gigantes grosseiros de apenas um olho só e os Hecatônquiros, gigantes terrivelmente horrorosos que possuíam cem braços e cinquenta cabeças. Com estas duas ultimas criaturas-irmãs, Cronos aprisionou-as nas profundezas abissais do Tártaro, região mais profunda do reino dos mortos, onde as manteve presas por serem grandes ameaças e temendo que ambas pudessem se rebelar contra ele.

Os Doze Titãs

Aqui estão os doze filhos titãs poderosos gerados por Gaia e Urano, filhos esses que representam, cada um, as forças monstruosas da natureza.
  • OCEANO: Representado por um gigantesco mar que cobria toda a terra e delimitava suas fronteiras. Criou, posteriormente os rios, lagoas, riachos e todas as fontes de água e os oceanos.
  • CEOS: Titã obscuro, representa a inteligência.
  • CRIO: Titã que representa o frio.
  • HIPÉRION: Titã que representa originalmente o sol e as forças solares que depois seriam atribuídos a Hélios e depois a Apolo.
  • JAPETO:  Pai de Atlas que foi outro titã que enfrentou Zeus e recebeu o castigo deste de carregar os céus durante toda a eternidade nas costas. Japeto representa a fúria.
  • TÉIA: A irmã e mulher de Hipérion e deles nasceram Selene (a lua), Hélios (o sol) e Eos (aurora). Téia é também conhecida por ser uma divindade solar.
  • RÉIA: Titã que representa o compromisso.
  • TÊMIS: A justiça e a sabedoria, foi a segunda mulher de Zeus e antes de Apolo, era chamada de deusa das profecias. É a figura que segura a balança da justiça.
  • MNEMOSINE: Quinta mulher de Zeus e representa a memória, a poesia e a música.
  • FEBE: “A luminosa”, representava a lua.
  • TÉTIS; A esposa do OCEANO.

E o mais novo e terrível dos titãs:

  • CRONOS: O TEMPO. Representado com uma foice na mão, com a qual teria mutilado seu pai (URANO) e o destronado, tornando-se o titã mais poderoso de todos e o senhor do universo, era o mais jovem titã da turma que se uniu a uma das suas irmãs (RÉIA) onde teve vários filhos. Urano, seu pai, profetizou que Cronos também seria destronado por um de seus filhos. Temendo a profecia, Cronos engolia todos os filhos que tinha com sua companheira-irmã Réia. Assim que um filho nascia, Cronos logo engolia para que pudesse evitar a profecia e manter a ameaça distante. E foi assim com Era, Hades, Poseidon, Héstia e Deméter. Porém, todos os filhos eram imortais e permaneceram vivos dentro do estômago de Cronos por muito tempo até um fato determinante e crucial acontecer. O sexto filho contou com a ajuda de sua mãe que se via horrorizada com tudo aquilo e resolveu salvá-lo de seu louco marido. Réia deu à luz ao seu sexto filho numa caverna em creta, bem longe de Cronos, deixando seu filho aos cuidados das ninfas da floresta. Logo, Réia pede ajuda a Gaia que vê uma ótima oportunidade para destronar o temido Cronos. Então, Gaia dá uma pedra do tamanho de um recém-nascido à Réia e esta entrega ao seu marido que engole pensando ser o seu então sexto filho. No entanto, o seu real sexto filho crescia longe dali sobre os cuidados atentos  das ninfas da floresta e cada vez mais se tornava forte e crescido, transformando-se logo em breve, na maior figura desta mitologia. O seu nome? Zeus. E este rápido se desenvolve e decide salvar seus irmãos presos no estômago de seus pai. Zeus então se disfarça de viajante e dá ao seu progenitor uma porção que o faz vomitar todos os filhos presos em seu estómago e que, posteriormente, estes recém-libertados se juntariam ao seu grande irmão e vinriam a derrotar Cronos numa extraordinária batalha de deuses versos titãs, cujo resultado definiria o mais novo rei do mundo e do universo.
Filhos de Réia e Cronos. Zeus é o mais novo
Sendo assim, Zeus, incapacitado de vencer uma batalha sozinho contra Cronos, se junta aos seus irmãos que, já crescidos, declaram guerra aos temíveis titãs, iniciando dessa forma, uma disputa onde esta influenciaria diretamente na construção do mundo real onde vivemos, transformando-o e caracterizando-o do jeito que os gregos conheciam naquela época. Esta grande guerra chamada de TITANOMAQUIA seria travada no mundo dos mortais, num tempo remoto e primordial, muito antes da existência da humanidade.

 

A Grande Guerra: Titanomaquia
E esta Grande Guerra será assunto para um outro post por aqui. Aguarde…
Anúncios

2 comentários em “Mitologia Grega – A Origem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s