Sexbots, o Prazer em nossas mãos

O futuro distante o qual um dia só víamos em filmes de ficção científica, começa a se lançar à nossa realidade. Hoje o desenvolvimento e a indústria tecnológica seguem em fervorosas galgadas rumo ao um estágio jamais presenciado pela humanidade.

A robótica surpreende com os seus passos dados a cada ano, com novidades incríveis e ao mesmo tempo intimidadoras, mostrando que o progresso da área é muito maior do que esperamos e que o futuro-não-muito-distante é bastante promissor.

Bípede Pop! Sexbots, o Prazer em nossas mãos
Sexbot – Representação – Fonte: Dailywire

E claro, como se não fosse diferente, tudo isso fica muito mais interessante quando o assunto envolve o bom e velho sexo.

Atualmente, observa-se com grande frequência a indústria sexual avançar no que tange o desenvolvimento e a comercialização de objetos sexuais, intensificando o seu investimento a ponto de dar, a certos objetos, Inteligência Artificial, a qual também tem tido um intenso progresso nos últimos anos.

E nessa onda tecnológica tendo o sexo como finalidade, surgem os famosos sexbots, robôs com a curiosa proeza de fazer sexo com o seu dono — ou quase isso. Alguns mais se parecem com bonecos com alguns elementos mecânicos controláveis.

Bípede Pop! Sexbots, o Prazer em nossas mãos
Sexbox Fonte – Frango Nerd

O futuro com essas máquinas sexuais os homens poderão montar suas parceiras artificiais à sua maneira, pois estarão elas prontas para lhes servir como desejado e em todo momento, a ser subserviente a ponto de conhecer seus desejos, sonhos e fetiches mais profundos. Algo não muito diferente do recomendável clássico de ficção científica “As Esposas De Stepford” (The Stepford Wive – 1975).

No momento presente, inclusive, algumas poucas bonecas sexuais já estão ficando algo parecido. Elas apresentam funções mais completas e muito além da serventia sexual para qual foram pensadas, originalmente — embora seja essa sua principal função. Por exemplo, quando o homem não estiver com toda disposição sexual, tem androide (ou ginoide, termo que significa robô humanoide feminino, enquanto androide diz respeito, na verdade, a robô humanoide masculino) que pode simplesmente fazer companhia, conversando com ele sobre qualquer assunto, como se fosse um autêntico ser humano. E para o futuro não muito distante, os desejos e metas das empresas desse ramo são ainda mais ambiciosos.

Bípede Pop! Sexbots, o Prazer em nossas mãos
Sexbot Harmony – fonte: CatalunyaPress

As empresas de bonecas de silicone no cenário atual estão expandindo significativamente seu negócio, aumentando seu portfólio e buscando dá-las uma interação maior com seus donos. Uma das empresas mais expressivas é a californiana Abyss Creation, responsável pela criação de umas das linhas de bonecas adultas mais conhecidas, a Real Doll.

Matt McMullen o fundador e um obcecado por inteligência artificial, criou também uma outra empresa, a RealBotix, que concentrará seus esforços no desenvolvimento de inteligência artificial, o qual é fundamental para o desenvolvimento dos próprios sexbots.

Bípede Pop! Sexbots, o Prazer em nossas mãos
Harmony e McMullen – Fonte: 4Press

Tudo indica que ao longo deste ano a RealBotix terá no mercado a Harmony, boneca altamente evoluída que contará com uma série de itens personalizáveis capazes de dar ao usuário uma experiência próxima de estar de fato com uma mulher de verdade. A ideia de McMullen é ainda tornar sua sexbot muito mais realista, incorporando a ela um sistema de auto lubrificação e de temperatura corporal para lá de satisfatório.

Bípede Pop! Sexbots, o prazer em nossas mãos
Uma Roxxxy – Fonte: Metro News

E não para por aí. O que se tem de semelhante no mercado que concorre direto com a Sexbot Harmony é uma outra empreitada futurista bastante promissora. O nome dela é Roxxxy uma hiper-realista boneca sexual altamente personalizável capaz de dar ao seu dono uma possibilidade monstruosa de customização a fazer com que ela se torne, por exemplo, uma cópia semelhante da falecida esposa, fato que está se tornando cada vez mais demandado por clientes nos Estados Unidos, segundo a True Companion, empresa responsável pela boneca. O preço de uma Roxxxy não é nada prazeroso e muito menos ejaculável do bolso, tendo seu preço numa média de R$ 32 mil.

Bípede Pop! Sexbots, o prazer em nossas mãos
Roxxxys – Fonte – O Globo

Uma Ameaça Social

Certamente o futuro é promissor, e essa evolução das maquinas dará a nós possibilidades a ponto de buscarmos nelas até mesmo a satisfação e o prazer carnal. No entanto, ao mesmo tempo que há essa iminente evolução, há várias questões que são levantadas em relação ao que poderia trazer de negativo essa empreitada futurista.

São assuntos de peso moral e ético que atingem um monte de grupos de discussão social, como por exemplo e principalmente grupos feministas que veem sérios risco à figura da mulher como a objetificação de sua figura, além da ideia da simbólica superioridade masculina sobre elas e preconceitos sexistas. Apesar de também existirem produtos que atendam às mulheres (sim, existem bonecos sexuais para as mulheres também) esse mercado está muito mais saturado neles, o que poderia desencadear, segundo tais grupos, uma perigosa ameaça às próprias mulheres.

Outros afirmam que as relações humanas estariam com seus dias contados, uma vez que os sexbots ou robôs semelhantes estancariam nossas relações, fazendo do ser humano um ser solitário, sem vinculo social humano, ocasionando até uma possível redução na população mundial, e quiçá, extinção. Os seres humanos se focariam em suas máquinas, pois saberiam que eles lhe compreenderiam e não necessitariam de comida, nem seriam tão problemáticos como o ser humano em si.

A carga de discussão a respeito do assunto é sem dúvida muito grande, no entanto não sabemos o que de fato acontecerá antes de uma realidade em que sexbots sejam parte de nossa realidade e que a ciência, especificamente a psicologia, analise suas consequências sobre nossas vidas. Sejam elas positivas ou menos negativas, só o tempo dirá.

“São assuntos de peso moral e ético que atingem um monte de grupos de discussão social, como por exemplo e principalmente grupos feministas que veem sérios risco à figura da mulher como a objetificação de sua figura, além da ideia da simbólica superioridade masculina sobre elas e preconceitos sexistas.”

Por enquanto, o futuro quanto ao assunto é realmente incrível, e esperaremos muito ansiosos as novidades que nos darão mais informações sobre ele. As novidades que nos indicarão que estamos definitivamente partindo para uma outra era, para uma realidade a qual antes só víamos em filmes e livros, o que pode ser fascinante de pensar (ou intimidador, ao mesmo tempo), de forma que até a relação com as outras pessoas ou mesmo com o nosso prazer e a nossa maneira de buscá-lo se modifique numa vertente evolucionária tecnológica, a cada vez menos pra lá de ficcional e excêntrica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s